sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Noticias do Timão

  • Contratações

  • O Corinthians trabalha em silêncio para reforçar o time com nomes de peso e, quem sabe, vencer a Libertadores pela primeira vez. Mas, enquanto jogadores renomados como Roberto Carlos e Riquelme podem desembarcar no Parque São Jorge, o técnico Mano Menezes prepara a lista daqueles que não farão parte do grupo no ano do centenário.

  • Apesar de a direção não confirmar, o Corinthians tem tudo acertado com o lateral-esquerdo Roberto Carlos, o volante Ralf, o meia Tcheco e o atacante Iarley. O clube ainda procura um zagueiro. Mano passou ao presidente Andrés Sanches uma lista com 12 nomes. Breno, ex-São Paulo e agora no Bayern Munique-ALE, é um deles

  • Lista de Dispensas

  • o treinador fará cortes no elenco. Os atacantes Souza, Henrique e Bill e o meia Marcinho devem ser liberados. Outros formados na base, como os zagueiros Diego e Renato, o meia Jadson e o atacante Marcelinho, podem ser emprestados. O clube tenta também renovar o empréstimo do lateral-direito paraguaio Balbuena.

  • Sorteio para Libertadores 2010

  • Timão está no grupo de Cerro portenho , Colômbia 2 e o vencedor de Racing-URU x Colômbia 3

  • Adriano fora do Classico ,Ronaldo não treinou ,mas joga.

domingo, 8 de novembro de 2009

Corinthians 2 x 0 Santo André ,com Show de Ronaldo



Ronaldo ofusca Marcelinho, e Corinthians bate Santo André em tarde perfeita

Ronaldo, aos poucos, está recuperando a forma física. E o Corinthians agradece. Na tarde deste domingo, o camisa 9 novamente fez a diferença. Com um golaço e uma assistência, ele brilhou na vitória por 2 a 0 sobre o Santo André e ainda ofuscou o reencontro de Marcelinho Carioca com a torcida alvinegra no Pacaembu.

O Fenômeno agora tem 22 gols pelo Corinthians e é o artilheiro do time no campeonato com 11. Dos pés dele, saíram quatro dos últimos sete gols da equipe. O desta tarde foi de perna esquerda, acertando o ângulo de Neneca. Dentinho saiu do banco e fechou o placar, recebendo passe de Ronaldo.

Saudado pela torcida corintiana antes da partida, Marcelinho Carioca precisou se render ao talento do novo ídolo do clube. Em campo, o camisa 7 levou perigo nas bolas paradas, sua especialidade, mas não conseguiu estufar as redes.

O resultado levou o Corinthians aos 49 pontos, ainda em posição intermediária. O Santo André, por sua vez, permaneceu com 35 e na zona de rebaixamento, restando agora quatro rodadas para o término do Brasileiro.

Os alvinegros ainda comemoraram com intensidade nesta tarde o tropeço do do Palmeiras, derrotado por 1 a 0 pelo Fluminense. Aos 21min do segundo tempo, quando o placar eletrônico anunciou gol dos cariocas, o Pacaembu explodiu de alegria. Pouco depois, saiu o gol de Dentinho para a torcida corintiana fechar o domingo com chave de ouro.

O jogo nesta tarde começou movimentado. Na arquibancada, a torcida tentou empurrar o Corinthians, já sem grandes pretensões no Brasileiro. E por pouco ela não pôde festejar o primeiro gol logo no início. Balbuena, de longe, acertou o travessão com dois minutos de bola rolando. O paraguaio já havia carimbado o travessão na rodada passada, no empate por 2 a 2 com o Palmeiras.

A equipe de Mano apostou principalmente nas jogadas pelos lados do campo. Defederico, pela esquerda, e Jucilei, pela direita, criaram boas chances. O Santo André respondeu com cruzamentos perigosos de Marcelinho e um chute venenoso de Camilo.

Mas apesar da empolgação inicial, o Corinthians não conseguiu manter o ritmo. Edno, Defederico e Jorge Henrique não se entenderam. Edu também bateu cabeça na saída de bola. Resultado: a falta de entrosamento no setor prejudicou a armação alvinegra.

Ronaldo, então, decidiu entrar em ação. E após 35 minutos discretos, ele resolveu. De esquerda, o camisa 9 mandou no ângulo de Neneca após fazer a finta na intermediária. 1 a 0 e festa para o Fenômeno. Do outro lado, Marcelinho e Nunes tentaram levar perigo a Felipe, mas pouco fizeram de efetivo.

Na etapa final, o Corinthians tomou seguidos sustos nas bolas cruzadas na área. O empate por pouco não saiu. Defederico, do outro lado, quase fez o segundo, mas a ameaça do Santo André só se tornou menor quando Dentinho entrou em campo e refez o trio ofensivo com Ronaldo e Jorge Henrique.

Aos 31min, Dentinho recebeu do camisa 9 e com categoria tocou no canto direito de Neneca. O Santo André ainda esboçou uma pressão no final, mas Felipe apareceu bem para segurar o resultado.

CORINTHIANS 2 X 0 SANTO ANDRÉ

Corinthians
Felipe; Jucilei, Chicão, Paulo André e Balbuena; Boquita, Edu (Diego), Edno (Dentinho) e Defederico (Moradei); Jorge Henrique e Ronaldo
Técnico: Mano Menezes

Santo André
Neneca; Rômulo, Cesinha, Marcel e Ávine; Fernando (Pablo Escobar), Júnior Dutra, Camilo (Osny) e Marcelinho Carioca; Wanderley (Ricardo Goulart) e Nunes
Técnico: Sérgio Soares

Data: 8/11/2009 (domingo)

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa-SP)

Auxiliares: Ednílson Corona (Fifa-SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)

Público: 16.300 pagantes (total de 17.995)

Renda: R$ 543.611,50

Cartões amarelos: Jorge Henrique (COR); Cesinha, Júnior Dutra (SAN)

Gols: Ronaldo, aos 36min do primeiro tempo; Dentinho, aos 31min do segundo tempo

Fonte : Uol Esportes

domingo, 1 de novembro de 2009

Corinthians 2 x 2 Palmeiras

Palmeiras reage duas vezes, empata com Corinthians e segue líder

Foi sofrido, mas o Palmeiras conseguiu manter a liderança do Brasileiro. Em um clássico duro e sob forte calor, o time alviverde ficou duas vezes em desvantagem diante do Corinthians, mas mesmo com um jogador a menos buscou o empate por 2 a 2 e conservou a primeira colocação, seguido de perto pelo São Paulo. Ronaldo marcou dois gols, mas Danilo e Maurício deixaram tudo igual na partida realizada no estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente.

O empate teve sabor de vitória para o Palmeiras e derrota para o Corinthians. O time de Muricy Ramalho mostrou poder de reação duas vezes para somar um ponto e chegar aos mesmos 58 do São Paulo, levando vantagem no saldo de gols (15 a 12). Já os alvinegros vão aos 46 e seguem em posição intermediária.

O resultado ainda ofusca a tarde inspirada da dupla formada por Ronaldo e Defederico. O argentino deu duas assistências perfeitas. Na primeira, Jorge Henrique sofreu pênalti, causou a expulsão de Marcos ainda no primeiro tempo e viu Ronaldo bater o tiro livre. Na segunda, o camisa 9 mostrou sua qualidade em finta sobre Bruno.

Por outro lado, a igualdade premia a competência do Palmeiras e de Figueroa na bola parada. O lateral-direito levantou com perfeição as bolas para Danilo e Maurício anotarem de cabeça, aproveitando ainda falhas no sistema defensivo do Corinthians.

O clássico começou duplamente quente. Os termômetros marcavam por volta de 30ºC em Presidente Prudente no início da partida, o que causou preocupação nas duas equipes. Em campo, disputas duras e muitas faltas, parando o jogo com frequência. E a iniciativa nos primeiros minutos foi do Palmeiras.

Sem a bola, o time de Muricy Ramalho adiantou a marcação e tentou sufocar o rival. A proposta do Corinthians no início foi clara: marcar forte atrás e sair no erro adversário. As jogadas mais perigosas do Palmeiras aconteceram pela lateral direita. Em nenhuma, porém, os atacantes conseguiram completar os cruzamentos. Armero quase compensou.

Já a equipe alvinegra sofreu para penetrar na defesa. Ronaldo tentou jogada individual e até achou o espaço. O chute, no entanto, foi para fora. Mas a perfeição só aconteceu com Defederico, aos 36min. O argentino lançou bola perfeita para Jorge Henrique, que invadiu a área, driblou Marcos e sofreu o pênalti. O goleiro, justamente, recebeu o cartão vermelho.

Ronaldo, então, foi para a cobrança diante do reserva Bruno e não perdoou: 1 a 0 Corinthians. "O jogo está cadenciado e muito disputado. São duas grandes equipes. Vamos continuar assim", avaliou rapidamente o Fenômeno no intervalo. Do outro lado, Love mostrou preocupação. "Precisaremos ter ainda mais vontade."

Apesar da superioridade numérica, o Corinthians tomou um duro golpe logo aos 6min da etapa final. Danilo aproveitou cruzamento de Figueroa e falha de Felipe para, de cabeça, deixar tudo igual. O gol animou a equipe de Muricy e a torcida alviverde, mas aí Defederico e Ronaldo voltaram a brilhar.

Com enfiada precisa do argentino, o camisa 9 enganou Bruno aos 20min e fez seu segundo gol no jogo, o décimo no campeonato. Ele, assim, isolou-se na artilharia alvinegra na competição, deixando Dentinho para trás com oito. O Palmeiras tentou pressionar no final, com Ortigoza e Marquinhos em campo. Mano respondeu com as entradas de Dentinho, Edno e Souza para seguir levando perigo no ataque.

E nesse duelo a competência do Palmeiras na bola parada falou mais alto. Maurício aproveitou a cobrança de falta de Figueroa e, livre de marcação, deixou tudo igual aos 39min do segundo tempo. Dentinho e Ronaldo ainda tiveram as chances de fazer o terceiro, mas não conseguiram. Melhor para o Palmeiras, líder do Brasileiro pela 19ª rodada seguida.

PALMEIRAS 2 X 2 CORINTHIANS

Palmeiras
Marcos; Danilo, Maurício e Marcão (Marquinhos); Figueroa, Jumar, Souza (Ortigoza), Diego Souza e Armero; Obina (Bruno) e Vagner Love
Técnico: Muricy Ramalho

Corinthians
Felipe; Jucilei, Chicão, William e Balbuena (Dentinho); Boquita, Elias, Edu e Defederico (Edno); Jorge Henrique (Souza) e Ronaldo
Técnico: Mano Menezes

Data: 01/11/2009 (domingo)
Local: estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Cartões amarelos: Diego Souza, Jumar, Danilo, Vagner Love, Ortigoza (PAL); Chicão, Elias (COR)
Cartão vermelho: Marcos (PAL)
Gols: Ronaldo, aos 39min do primeiro tempo; Danilo, aos 6min, Ronaldo, aos 20min, e Maurício, aos 39min do segundo tempo

Fonte: Uol Esporte