terça-feira, 30 de junho de 2009

Eu ja Sabia Corinthians Campeão da Copa do Brasil 2009






Homenagem ao Internacional eterno Vice


Corinthians Campeão da Copa do Brasil 2009



FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

Data: 1º de julho de 2009, quarta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)

Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Roberto Braatz (Fifa-PR)

Público: 50.286 pagantes

Renda: R$ 754.460,00

Cartões amarelos: Índio, Taison, D'Alessandro (Internacional); André Santos, Elias (Corinthians)

Cartões vermelhos: D'Alessandro (Internacional); Elias (Corinthians)

Gols: INTERNACIONAL: Alecsandro, aos 25 e aos 29 minutos do segundo tempo;

CORINTHIANS: Jorge Henrique, aos 20, e André Santos, aos 28 minutos do primeiro tempo

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar (Danilo Silva), Índio, Danny Morais e Kleber; Magrão, Guiñazu, Glaydson (Alecsandro) e D'Alessandro; Taison (Andrezinho) e Nilmar
Técnico: Tite

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, William, Chicão e André Santos (Diego); Cristian (Boquita), Elias e Douglas; Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho (Jean)
Técnico: Mano Menezes

A defesa civil de Porto Alegre alerta a população para o risco iminente de enchente em grande parte da cidade. O local com maior risco é próximo ao Rio Guaíba,mais precisamente no estádio do Beira Rio.
Devido a alguns acontecimentos no último mês, a nível do rio está muito alto e como o choro não pára e a tendência é aumentar ainda mais amanhã, a prefeitura da cidade e a defesa civil planejam um plano de ação para evitar um dilúvio no RS.

sábado, 27 de junho de 2009

Time reserva perde pro Atlético paranaense por 1 x 0



O resultado do jogo era esperado: 1 x 0 para o Patético paranaense, uma derrota não muito impactante, principalmente se considerado que jogamos com o time INTEIRO de reservas.


Já disse antes e repito a nossa batalha no Brasileirão é contra a Copa Brasil, o foco é todo no título, tudo em nome da final de quarta-feira, isso dificulta o jogo do Todo Poderoso. E dessa vez duvido que algum corneteiro tenha coragem de falar que o Mano mandou mal em só mandar reservas, nosso time tem capacidade de agüentar os dois campeonatos porém é melhor evitar imprevistos.


Preciso falar que não achei que o nosso Timão jogou mal, faltou um pouco de entrosamento o que comprometeu as finalizações, mas jogamos bem, fomos para ofensiva o tempo todo, jogamos com raça e mostramos que mesmo com o desafio de ter uma equipe inteira de reservas conseguimos sim fazer um bom jogo.


Agora é esperar o jogo de quarta-feira!
Vai Timão!!

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Campanha Morumbi Não!!!!


Nem mesmo o regabofe proporcionado pela diretoria do Convento ontem, no Morumbi, ao mais alto posto da nossa república, o presidente Luis Inácio Lula da Silva, que contou ainda com as presenças do Governador Serra, do Prefeito Kassab e do presidente Andrés Sanches, numa espécie de manifestação pró-Morumbi-sede, nos fará esmorecer nesta cruzada contra esta excrecência que pode se tornar este estádio como sede paulista da Copa.

27 bilhões serão investidos em São Paulo para a Copa do Mundo de 2014, incluindo a reforma do Morumbi.

Serão construidas linhas e estações de metrô, ampliação da rede hoteleira e hospitalar e outras obras de infraestrutura.

O São Paulo vem de forma desesperada tentando convencer as autoridades de que aquilo que chamam de estádio tem condições de abrigar jogos de uma Copa do Mundo.

Correm também desesperadamente atrás de recursos para executarem as obras.

Falam em 140 mihões, mas estima-se que este valor será triplicado.

Meu apelo – e espero que seja seu também – aos Governos e às Empresas: Não invistam um centavo sequer no Morumbi.

Será gastar vela boa com defundo ruim.

O ideal, mais lógico, mais viável e que garantirá a melhor relação custo/benefício será a construção de uma Arena num local mais acessível e centralizado, que integre todos os tipos de transportes públicos, rede hoteleira e entretenimento, como a construção de Shopping Center e Polo Cultural.

Torcedores, Blogueiros, cidadãos, eu, você, que concorda com esta idéia, vamos abraça-la.
MORUMBI, NÃO!!!
ACESSEM O BLOG:
http://soudoblog.com.br/morumbinao/

Carimba Mais uma Ronaldo


quarta-feira, 24 de junho de 2009

Malditos abutres


Estamos há uma semana da finalíssima da Copa do Brasil, pelos lados do Pq. São Jorge tudo corre muito bem e isso parece incomodar boa parte da imprensa esportiva, principalmente a paulista.
Na verdade, o que está incomodando a imprensa é a crise no rival de Paraisópolis, as trapalhadas da diretoria que a imprensa tenta nos infiar guela abaixo como a perfeita,o exemplo de administração a ser seguido pelos demais clubes de país.
O time preferido dos jornalistas está numa merda lascada, acabou de ser eliminado da libertadores pelo Cruzeiro em pleno panetone,de forma humilhante e na sequencia tomou outra surra do Corinthians por 3x1 no Pacaembú,no último domingo dirigido por técnico interino. Isso vêm deixando a crônica esportiva de cabelos em pé. Vejo que muitos comentaristas estão perplexos com o que está ocorrendo nos corredores do Morumbi e a calmaria na Fazendinha incomoda,e muito.
Tenho lido muitas matérias tentando desviar o foco da crise do time cor-de-rosa. Tentando tumultuar o ambiente do Coringão pra desestabilizar o time que decidirá a Copa do Brasil dia 1º.
O repertório é bem variado. São noticias sobre bixo atrasado, informações plantadas fora de hora sobre negociações de jogadores do alvinegro e agora uma matéria sobre o ego de alguns jogadores do Timão, algo do tipo que existe muita vaidade no elenco do Corinthians e que isso pode estar prejudicando a preparação para a decisão. Oras, que vaidade é essa? O time vêm em uma ascendente, subiu pra série A com folgas, levou o Paulistão de forma invicta,vencendo duas vezes o time de calcinhas e dando show no Santos dentro da tal de Vl. Belmiro......faz bela campanha na Copa do Brasil onde conseguiu ótima e oportuna vantagem sobre outro badalado clube lá do sul e está muito próximo dos líderes do campeonato nacional.
Parece-me que está se desenhando o inferno astral da imprensa, o Corinthians muito próximo de levar mais um título nacional e se tornar o maior vencedor do futebol brasileiro e os badalados e mestres em planejamento lutando para sair do buraco.
Expresso aqui minha indignação com essa parte marrom do jornalismo desse país.
Creio que a idéia de ter de admitir a competência de Mano Menezes e sua boa equipe já tira o sono de muita gente.
Os meus parabéns ás atitudes da comissão técnica e diretoria do Timão em não permitir que toda essa sujeira atrapalhe na luta pelos objetivos do clube de Pq. são Jorge. Agora é a hora de blindar o elenco e mostrar que mesmo sem plumas e sem alarde o Corinthians caminha para consolidar o despertar do gigante que já penou e muito nas mãos dos abutres da imprensa.
Sugiro um pouco mais de imparcialidade para tratar de futebol......ou então, faça um blog, coloque um fundo Pink e assuma sua bandeira. Aí sim poderá expor suas idéias e assumir a cor da sua camisa.
Contra tudo e contra todos, VAI CORINTHIANS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Depois do cinema, Corinthians para nos quadrinhos



Depois de se lançar no mundo cinematográfico, o Corinthians agora vai invadir o universo das histórias em quadrinhos. A empresa de comunicação BB divulgou na manhã desta segunda-feira acordo com o clube para a produção de um mangá sobre a história dos dois últimos anos do Corinthians

"Estamos animados com a iniciativa pois em menos de 30 dias conversamos com o clube, desenhamos o projeto e vamos colocá-lo no mercado. Queremos aproveitar o momento de otimismo do Corinthians", afirmou Baroni Neto, diretor comercial da BB.

O gibi entrará em circulação no dia 25 de julho, com uma tiragem inicial de mais de 50 mil exemplares. Duas versões do mesmo conteúdo serão comercializadas. Uma para livrarias, em formato de luxo com capa dura, que custará R$59,90, e outra convencional, ao preço de R$29,90, para ser vendida em bancas de jornal.

A primeira edição narrará a volta do time à Série A do Campeonato Brasileiro. A produção pretende abordar também a vitória invicta do Campeonato Paulista de 2009. A capa do mangá trará o desenho de Ronaldo em primeiro plano.

A revista terá 64 páginas, mas a edição de luxo ainda contará com um bônus de 16 páginas com depoimentos de figuras históricas do clube, como ex-jogadores, celebridades e torcedores símbolo. Todos em forma de desenho.

A empresa também quer produzir uma linha de produtos infantis com a marca Corinthians, como camisetas, mascotes e bichos de pelúcia. Segundo Baroni, a iniciativa por esse tipo de produto partiu do próprio departamento de marketing do clube.

"Há o interesse do clube em fazer produtos infantis com caráter educional e estamos entrando nessa. Mas são apenas conversas, não tem nada oficial ainda", disse.

domingo, 21 de junho de 2009

Sobrou olé e gritos de que o “freguês voltou”.


Sobrou olé e gritos de que o “freguês voltou”. A torcida do Corinthians não teve do que reclamar nesta noite, já a do São Paulo... O Timão, na verdade, não precisou nem apresentar o seu melhor futebol para fazer 3 a 1 no rival do Morumbi neste domingo, no estádio do Pacaembu, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

A derrota no clássico, aliás, aumenta o clima de tensão no clube tricolor. Diferentemente do Alvinegro, que está bem próximo do título da Copa do Brasil, o São Paulo vive o momento mais turbulento dos últimos anos.

Foi eliminado da Libertadores pelo Cruzeiro, teve o técnico Muricy Ramalho demitido e ainda perdeu para um dos principais rivais. Para piorar, a situação do Tricolor na tabela do Nacional não é das melhores. Tem apenas sete pontos e namora a zona de rebaixamento.

Com gols de Cristian, Chicão e Jucilei, a equipe alvinegra ampliou a crise do rival. Richarlyson diminuiu aos 35min do segundo tempo, quando a torcida corintiana gritava "olé".

Na última sexta-feira, Muricy Ramalho foi demitido por causa da eliminação na Copa Libertadores, e coube ao técnico interino Milton Cruz comandar o São Paulo no clássico. Ele mexeu na escalação. Washington não foi relacionado para a partida, e Hernanes ficou no banco de reservas e sequer entrou. Além disso, o auxiliar protagonizou uma discussão com Mano Menezes no intervalo.

Os poucos são-paulinos que compareceram ao estádio protestaram. Gritaram o nome de Muricy e criticaram a diretoria e a contratação de Ricardo Gomes.

"É nova vida, e a gente não pode lamentar as derrotas. Foram quatro anos maravilhosos, e uma hora isso acaba. Temos de correr para sair desta situação. Da mesma forma que entramos, temos de dar um jeito de sair", decretou o capitão André Dias.

Com a vitória, o clube de Parque São Jorge soma 11 pontos e se aproxima do G-4. Já a equipe do Morumbi permanece com sete, cai para o 16º lugar e está ameaçada pela zona do rebaixamento.

"A empolgação é só da torcida. Temos de respeitar os profissionais do outro lado e ficamos felizes por ganhar do rival em um clássico e jogando bem", comentou Chicão, ao ser questionado sobre os gritos de "olé".

O jogo
Apesar de remodelado, o time visitante tomou a iniciativa do jogo na etapa inicial. Atuou boa parte do tempo no campo de ataque e exigiu duas boas defesas do goleiro Felipe. Richarlyson e Jean arriscaram de fora da área, e o camisa 1 corintiano espalmou.

A equipe alvinegra optou pelo contra-ataque e foi mais eficiente. Cristian levou perigo ao gol de Denis aos 31min. Avançou pelo meio e arriscou de fora da área, em lance parecido com o da primeira semifinal do Campeonato Paulista. Naquela ocasião, o camisa 6 balançou as redes; desta vez, a bola passou próxima à trave esquerda.

E Cristian mostrou ser carrasco do rival tricolor aos 37min. O meio-campista puxou o contragolpe e tocou para Douglas. O camisa 10 devolveu de primeira, Cristian apareceu sozinho na cara de Denis e tocou no canto para abrir o placar.

No lance, o autor do gol sentiu uma contusão muscular e teve de ser substituído por Jucilei. Foi a segunda troca forçada promovida por Mano - logo aos 6min, Marcelo Oliveira também se machucou e deu lugar a Diego.

Quatro minutos depois começou uma confusão por causa de um lance envolvendo Richarlyson e Jorge Henrique. Hugo tomou as dores do companheiro e empurrou o atacante corintiano. O árbitro mostrou cartão amarelo para Hugo e Jorge Henrique. Os dois treinadores interferiram na jogada e reclamaram com o árbitro.

Na saída para o intervalo, Mano e Milton Cruz bateram boca. "Você é interino, seu técnico é o Muricy. Deixa eu falar com o árbitro", resmungou o corintiano. "Você ganhou o que? Eu sou campeão do mundo", esbravejou Milton.

Na volta do intervalo, o corintiano explicou. "Eu não minto, ele é interino. Não foi ofensa, já passou não."

E o time da casa dominou a etapa final. Ronaldo apareceu pela primeira vez em um chute de longa distância. Denis defendeu em dois tempos.

Aos 13min, em cobrança de falta com perfeição, Chicão mandou a bola no ângulo. O camisa 12 tricolor ainda tocou na bola, mas não evitou o gol.

A partir deste momento, só deu Corinthians. Aos 27min, Jorge Henrique cruzou na área, Jucilei ganhou no alto e marcou de cabeça.

O São Paulo só reagiu aos 35min. Oscar fez bela jogada na área e tocou de calcanhar para Richarlyson. O meio-campista chutou no canto e diminuiu a vantagem.

CORINTHIANS 3 X 1 SÃO PAULO

CORINTHIANS
Felipe; Diogo, Chicão, William e Marcelo Oliveira (Diego); Cristian (Jucilei), Elias e Douglas; Jorge Henrique, Marcelinho (Jean) e Ronaldo
Técnico: Mano Menezes

SÃO PAULO
Denis; Jean Rolt (Jorge Wagner), Renato Silva, André Dias e Junior Cesar; Eduardo Costa, Jean (Arouca), Richarlyson, Marlos e Hugo (Oscar); Borges
Técnico: Milton Cruz

Data: 21/06/2009 (domingo)

Local: estádio do Pacaembu

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)

Auxiliares: Marcio Luiz Augusto e Vicente Romano Neto (ambos de SP)

Público: 16.428

Renda: R$ 487.054,00

Cartões amarelos: Diogo (C), Jorge Henrique (C); Marlos (SP), Hugo (SP), Jean Rolt (SP), André Dias (SP)

Gols: Cristian (C), aos 37min do primeiro tempo; Chicão (C), aos 13min, Jucilei (C), aos 27min, e Richarlyson (SP), aos 35min do segundo tempo

Corinthians 3 x 1 Bambis

Em Dia de festa, Corinthians faz 3 e afunda São Paulo na crise

Perto do título da Copa do Brasil e em festa com a sua torcida, o Corinthians ampliou a boa fase no início da noite deste domingo e, de quebra, afundou o São Paulo na crise após a saída do técnico Muricy Ramalho. No Estádio do Pacaembu, com maioria alvinegra, o time não poupou seu titulares e foi recompensado com a terceira vitória sobre o rival nesta temporada, desta vez com o placar de 3 a 1, desta vez pelo Campeonato Brasileiro.

Em quatro partidas entre as duas equipes neste ano, o clube do Parque São Jorge só não superou os tricolores no primeiro encontro, ainda na primeira fase do Campeonato Paulista, quando ficaram no empate por 1 a 1. Depois, na semifinal do Estadual, o Corinthians venceu duas vezes e iniciou a arrancada rumo ao título.

Com o novo triunfo, enquanto aguarda a partida de volta da decisão da Copa do Brasil contra o Internacional, marcada para o dia 1º de julho, o time mandante chega aos 11 pontos e alcança a terceira partida sem derrota. Já o rival do Morumbi, que perdeu seu treinador na noite da última sexta-feira e foi comandado interinamente por Milton Cruz, estaciona nos sete e começa a ficar mais próximo da zona de rebaixamento.

Eliminado da Libertadores da América com duas derrotas para o Cruzeiro, a última diante de mais de 50 mil pessoas no Morumbi, o São Paulo afunda na crise e aumenta a ira de sua torcida antes da chegada do técnico Ricardo Gomes, recém-contratado para o cargo. No Brasileiro, o time já não sabe o que é vencer nas últimas três rodadas e conheceu apenas um triunfo nas sete partidas disputadas.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Dentinho é absolvido e está garantido na final da Copa do Brasil


Advogado do Timão alega que não houve má fé no lance da cotovelada em Rafael Moura, do Atlético-PR

Dentinho, com Ronaldo: dupla garantida na finalíssima da Copa do Brasil contra o Inter Dentinho está livre para disputar a final da Copa do Brasil. O atacante foi absolvido por unanimidade nesta quinta-feira, em julgamento do STJD. O jogador do Corinthians havia sido denunciado pela Procuradoria da entidade por conta de uma cotovelada que desferiu no atacante Rafael Moura, do Atlético-PR, na partida válida pelas oitavas de final da competição, na Arena da Baixada.

A Quarta Comissão Disciplinar do STJD havia condenado Dentinho a três jogos de suspensão, mas o Corinthians conseguiu efeito suspensivo. Desta forma, o jogador enfrentou o Fluminense na partida de volta das quartas de final, o Vasco nos dois jogos das semifinais e o Inter na primeira partida da final.

O advogado do Corinthians, João Zanforlin, alegou que o jogador não teve má fé no lance, que a denúncia partiu do Atlético-PR e que Dentinho é conhecido por sua boa conduta. As informações são do site "Justiça Desportiva".

A finalíssima da Copa do Brasil será disputada no dia 1º de julho, no Beira-Rio. Como venceu no Pacaembu por 2 a 0, o Corinthians pode perder por até um gol de diferença que será campeão.

Nossa singela homenagem.....


Preparem a caixa de lenços que dia 1° tem mais.....

Em 106 jogos da era Mano, Corinthians jamais perdeu por três gols de diferença



Sob o comando do técnico, o Timão nunca foi derrotado pelo placar que o Inter precisa para ganhar a Copa do Brasil, sem necessitar dos pênaltis

Mano Menezes tem um invejável retrospecto no comando técnico do Corinthians O torcedor do Corinthians ligado em estatística pode ficar tranquilo: a chance de o clube confirmar o terceiro título da Copa do Brasil no dia 1º de julho, contra o Internacional, em Porto Alegre, é enorme. Principalmente se for levado em consideração o retrospecto do Timão sob o comando do técnico Mano Menezes, que em 106 jogos pelo Alvinegro, desde janeiro de 2008, jamais perdeu por três gols de diferença.

E é justamente isso que o Colorado precisa para se sagrar campeão da Copa do Brasil: bater o rival paulista por três gols de vantagem. Ou então devolver os 2 a 0 que levou no Pacaembu e decidir nas penalidades máximas. A última derrota do Corinthians por um placar elástico assim ocorreu no Brasileirão de 2007, no dia 29 de agosto, em uma goleada de 5 a 2 para o Atlético-MG, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Experiência do time também conta, diz Mano


- O Ronaldo é preparado para esse tipo de decisão. Aliás, estamos com mais jogadores preparados do que em 2008. Essa é a grande referência que um jogador como ele passa para um grupo - declarou o comandante do time alvinegro.

Não é apenas essa estatística relacionada a Mano Menezes que aumenta o otimismo do corintiano. Mano também só perdeu uma vez para o Inter como treinador. E foi com um magro 1 a 0 (nos outros seis jogos, três vitórias e três empates). E mais: em 32 mata-matas na carreira, o técnico do Timão perdeu apenas cinco.

Há mais número interessante por aí. Como fazer gol fora de casa é cada vez mais importante, isso não parece que será um problema para o Timão. Afinal, o Corinthians balançou as redes em todos os duelos como visitante nesta Copa do Brasil, contra Itumbiara, Misto, Atlético-PR, Fluminense e Vasco.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Corinthians 2 x 0 Internacional






O Corinthians abriu uma preciosa vantagem na primeira partida da final da Copa do Brasil: 2 a 0 sobre o Internacional. A torcida deixou o Pacaembu empolgada, mas o atacante Ronaldo, autor de um dos gols da vitória, acredita que o placar poderia ter sido até mais elástico





Depois de marcar os dois gols, o Corinthians atuou nos 15 minutos finais com um a mais em campo. Leandrão, que havia entrado no lugar de Alecsandro, acabou expulso por uma jogada violenta.



"O placar foi ótimo, mas poderia ser melhor. Agora temos que descansar e pensar no jogo de volta", disse o atacante, na saída do gramado do Pacaembu.



No ano passado, o Corinthians perdeu o título da Copa do Brasil para o Sport após abrir dois gols de vantagem em casa. A diferença é que o time paulista tinha vencido os pernambucanos por 3 a 1 no Morumbi - depois acabou derrotado por 2 a 0 na Ilha do Retiro.



Experiente, Ronaldo prega respeito ao Internacional. "Essa é uma vantagem que precisamos saber aproveitar", aconselhou o camisa 9, que encerrou um jejum de cinco jogos sem marcar.


FICHA TÉCNICA

Corinthians 2 x 0 Internacional

Gols

Corinthians: Jorge Henrique, aos 26min do 1º tempo, e Ronaldo, aos 8min do 2º tempo

Polêmica de arbitragem

Reclamação do Internacional de uma suposta irregularidade no lance que deu origem ao segundo gol do Corinthians. Depois de uma falta marcada sobre Douglas no meio campo, Elias teria batido com a bola rolando e encontrado Ronaldo em boa situação, fato que irritou os colorados

Pontos Fortes do Corinthians

- Iniciativa mostrada desde o apito inicial, quando partiu para o ataque, ficou mais com a bola e pode contar com a ajuda da torcida para levar perigo ao gol de Lauro;
- Descidas pelas beiradas do campo, tanto com Marcelo Oliveira pelo lado esquerdo, como Dentinho e Jorge Henrique no setor direito do ataque;
- Atuação destacada de Felipe, que mais uma vez salvou o time com boas defesas e impediu que o Internacional conseguisse o valioso gol na condição de visitante

Pontos Fortes do Internacional

- Avanços pelo lado esquerdo do campo, principalmente com o lateral Marcelo Cordeiro durante a primeira etapa;
- Bolas altas na área corintiana, que levaram perigo em lances com Magrão e Alecsandro;
- Bom toque de bola do setor ofensivo e movimentação de Taison na frente, dando muito trabalho à defesa corintiana

Pontos Fracos do Corinthians

- Queda do poder ofensivo e da posse de bola após abrir o placar no primeiro tempo, o que permitiu que o Internacional frequentasse mais vezes o seu campo até o fim do primeiro tempo;
- Falhas na marcação no segundo tempo, que permitiram que o Internacional criasse diversas chances para diminuir o prejuízo

Pontos Fracos do Internacional

- Dificuldade em ficar com a bola nos pés no início da partida, fato que permitiu que o Corinthians pressionasse em busca do primeiro gol;
- Falhas nas finalizações de todo o setor ofensivo, que em diversas vezes ficaram de frente com o goleiro corintiano e não souberam balançar as redes

Personagem do jogo

Felipe, do Corinthians

Destaque negativo do jogo

Chamado pelo técnico Tite aos 12min do segundo tempo, para ocupar a vaga de Alecsandro, o atacante Leandrão não conseguiu ajudar o Internacional e ainda deixou a equipe com um a menos. Nos 21 minutos que ficou em campo, o centroavante cometeu duas faltas duras, sobre Cristian e Boquita, e recebeu o cartão vermelho

Esquema Tático do Corinthians
4-3-3
Felipe; Alessandro, William, Chicão e Marcelo Oliveira (Diego); Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique (Souza), Ronaldo e Dentinho (Boquita); técnico: Mano Menezes

Esquema Tático do Internacional
4-4-2
Lauro; Danilo Silva, Índio, Álvaro e Marcelo Cordeiro; Sandro (Giuliano), Magrão, Guiñazu e Andrezinho (Glaydson); Taison e Alecsandro (Leandrão); técnico: Tite

Cartões Amarelos
Corinthians: Alessandro, Douglas, Souza e Boquita
Internacional: Índio, Sandro, Magrão e Leandrão

Cartões Vermelhos
Internacional: Leandrão

Árbitro
Heber Roberto Lopes (PR)

Público
36. 614 pagantes (total de 37.438)

Renda
R$ 1.825.748,00

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

domingo, 14 de junho de 2009

Goiás 0 x 0 Corinthians com Time Mixto

Ronaldo volta e time misto do Corinthians empata com Goiás

Poupando sua zaga para a partida de ida da final da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Internacional, o Corinthians enfrentou o Goiás neste domingo, no Serra Dourada, e ficou no empate por 0 a 0 com o time esmeraldino, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Um dos titulares escalados por Mano Menezes foi o atacante Ronaldo, que jogou todo o primeiro tempo e parte do segundo, mas sem marcar

O empate deixou o Corinthians com oito pontos ganhos neste início de Série A, na zona intermediária da tabela de classificação. Já o Goiás foi a sete e também se manteve na mesma faixa que o seu adversário deste domingo.

O jogo

O Corinthians começou melhor a partida, mas não conseguiu abrir o placar e ainda viu o Goiás melhorar depois dos 20 minutos iniciais. O time da casa, aliás, acertou a trave do goleiro Felipe com Amaral, aos 33min, e Iarley, aos 36min.

O panorama da partida não se alterou no segundo tempo, com o Goiás arriscando mais e o Corinthians apostando nos contra-ataques. O goleiro Felipe brilhou, o placar permaneceu intacto e o time paulista voltou seu foco para a decisão desta quarta.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Goiás terá pela frente o Grêmio, sábado, às 18h30 (de Brasília), no Olímpico. Já o Corinthians volta a campo pela Série A no domingo, contra o arqui-rival São Paulo, no Pacaembu, às 18h30.

Ficha técnica:


Polêmicas
- No primeiro tempo, Felipe dominou a bola na área, tentou o drible no goleiro do Corinthians e caiu. O árbitro marcou simulação e aplicou cartão amarelo no atacante do Goiás

- No segundo tempo, Elias lançou Boquita no meio da zaga do Goiás e o camisa 30 ficou cara a cara com o goleiro Harlei, mas a arbitragem marcou impedimento, em um lance duvidoso

Ponto Forte do Goiás
Jogadas pelas laterais e cruzamentos em direção à área

Ponto Forte do Corinthians
Atuação dos volantes Cristian e Elias e firmeza na marcação

Ponto Fraco do Goiás
Falta de pontaria de seus atacantes e meio-campistas

Ponto Fraco do Corinthians
Falta de criatividade no ataque e poucos chutes a gol

Personagem do jogo
Felipe, goleiro do Corinthians, pelas boas defesas que fez no segundo tempo

Esquema Tático Goiás
3-5-2
Harlei; Ernando, Leandro Euzébio e Rafael Tolói; Vitor, Fábio Bahia (Everton Hora), Amaral, Felipe Menezes (Rafinha) e Júlio César; Felipe e Iarley. Técnico: Hélio dos Anjos

Esquema Tático Corinthians
3-5-2
Felipe; Renato, Jean e Diego; Diogo, Elias, Cristian, Douglas e Wellington Saci (Boquita); Dentinho (Marcelo Oliveira) e Ronaldo (Otacílio Neto). Técnico: Mano Menezes

Cartões Amarelos
Goiás: Ernando, Leandro Euzebio, Rafael Tolói e Felipe
Corinthians: Jean, Cristian, Douglas, Boquita e Dentinho

Árbitro
Wagner Tardelli (SC)


Site Terra

sábado, 6 de junho de 2009

Corinthians 2 x 0 Curitiba ,Timão conquista grande Vitória.

Coadjuvantes brilham e Corinthians vence Coritiba


A segunda vitória do Corinthians no Campeonato Brasileiro deste ano não teve Chicão, Elias ou Dentinho como protagonistas, tampouco Ronaldo - que nem entrou em campo. Neste sábado, no Pacaembu, o papel ficou com Douglas e Souza, que marcaram um gol cada um e ajudaram o time do Parque São Jorge a derrotar o Coritiba por 2 a 0, no Pacaembu, em partida válida pela quinta rodada da competição.

O Corinthians entrou em campo com um time misto, diferente da formação reserva que perdeu para o Santos no último domingo, e saltou aos sete pontos ganhos no Brasileiro. Já o Coritiba, que também escalou os suplentes nas últimas rodadas, soma apenas um ponto e é o lanterna da Série A.

Pelo fato de ter escalado alguns de seus titulares, o Corinthians mostrou um futebol bem melhor do que o apresentado contra o Santos e criou boas chances de gol até abrir o placar. Aos 44min do primeiro tempo, Douglas tocou para Alessandro na área e o lateral cruzou rasteiro para Souza, sozinho, completar.

No segundo tempo, o Coritiba esboçou uma reação e ficou perto de empatar o confronto, mas voltou a ser vazado em mais uma boa triangulação do ataque corintiano. Logo aos 9min, Wellington Saci tabelou com Douglas, avançou pela esquerda e esperou o camisa 10 entrar na área para cruzar na medida. O meia aproveitou a assistência e fechou o placar no Pacaembu.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Corinthians vai até o Serra Dourada para encarar o Goiás, no domingo da semana que vem, às 16h (de Brasília), e o Coritiba medirá forças com o Flamengo, no mesmo dia e horário, no Couto Pereira.

Ficha técnica:

Gols

Corinthians: Souza, aos 44min do 1º tempo, e Douglas, aos 9min do 2º tempoCoritiba: -
Deslizes da arbitragem- Marcação de um impedimento inexistente em Ariel, do Coritiba, no primeiro tempo, quando o argentino avançava livre em direção ao gol

Lances bizarros
No segundo tempo, Thiago Silvy recebeu um belo passe na área e furou. A bola sobrou para Pedro Ken, ele chutou e Felipe espalmou para o lado. Ariel pegou a sobra, passou pelo goleiro e chutou, mas a bola passou na frente do gol corintiano

Ponto Forte do Corinthians
,Marcação e passes no campo de ataque

Ponto Forte do Coritiba
Contra-ataques puxados por Marcelinho Paraíba

Ponto Fraco do Corinthians
Atuação apagada de Dentinho

Ponto Fraco do Coritiba
Erros de posicionamento na defesa

Personagem do jogo
Douglas, que fez um gol e participou de outro

Esquema Tático Corinthians
4-4-2 Felipe; Alessandro (Jucilei), Chicão, Diego e Wellington Saci; Marcelo Oliveira (Jean), Cristian, Elias e Douglas; Dentinho e Souza (Henrique). Técnico: Mano Menezes

Esquema Tático Coritiba
3-5-2 Vanderlei; Rodrigo Mancha, Pereira e Felipe; Márcio Gabriel, Pedro Ken, Leandro Donizete, Marcelinho Paraíba e Vicente (Guaru); Marcos Aurélio (Thiago Silvy) e Ariel (Bruno). Técnico: René Simões

Cartões Amarelos

Corinthians: Alessandro

Coritiba: Pereira e Felipe

Cartões Vermelhos

Corinthians:

-Coritiba: Márcio Gabriel

Árbitro Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)

Público 6.359 pagantes

Fonte Site Terra

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Timão iniciará finais contra o Inter com quatro jogadores pendurados

Zagueiro Chicão, volantes Cristian e Elias e o atacante Souza estão na berlinda.

Por serem titulares, os três primeiros preocupam mais Zagueiro Chicão, volantes Cristian e Elias e o atacante Souza estão na berlinda. Por serem titulares, os três primeiros preocupam mais.

Internacional e Corinthians fazem o segundo jogo da final em Porto Alegre

O Inter vai decidir o título da Copa do Brasil dentro dos seus domínios. Em sorteio realizado na tarde desta quinta-feira na sede da CBF, no Rio de Janeiro, ficou determinado que o primeiro jogo entre Internacional e Corinthians será no Pacaembu, em São Paulo, dia 17 de junho. A partida de volta foi marcada para 1º de julho no Beira-Rio, em Porto Alegre.

No mesmo dia do primeiro confronto da decisão da Copa do Brasil, a capital paulista teria também um importante duelo na Taça Libertadores. São Paulo e Cruzeiro fazem, no Morumbi, o segundo jogo pelas quartas de final do torneio. Entretanto, o clube mineiro, através de seu site oficial, já confirmou que a partida será disputada no dia 18.

Rapidinhas do Timão

lateral-esquerdo Márcio Azevedo na mira do Corinthians

Com a possibilidade de perder alguns de seus principais jogadores na abertura do mercado europeu, em julho, a diretoria do Corinthians se movimenta para buscar reforços. Quem voltou a entrar na mira do Timão foi o lateral-esquerdo Márcio Azevedo, do Atlético-PR. Entretanto, o volante Elias está sendo sondado por clubes europeus.

A diretoria do Corinthians ainda não fez uma proposta oficial ao Atlético-PR, mas vem conversando com representantes do atleta sobre a possibilidade de o negócio vingar. Um encontro entre as partes envolvidas deve acontecer nos próximos dias, em São Paulo.

******************

Representantes de time alemão vão ao Pacaembu

Além de André Santos, outro que pode deixar o Parque São Jorge em julho é o volante Elias, um dos grandes destaques do Timão no primeiro semestre. Na quarta-feira, representantes do Werder Bremen, da Alemanha, estiveram no Pacaembu para observá-lo.

Caso Elias seja vendido, o Corinthians receberá muito pouco dinheiro. O Timão tem direito a apenas 20% do lucro da negociação. Os direitos do atleta são da Traffic (50%), do empresário Carlos Leite (30%) e do próprio atleta (20%). Ele foi comprado por eles no ano passado por R$ 1,3 milhão da Ponte Preta.

*****************

Ronaldo tem pedido atendido e só volta a defender o Timão na final da Copa do Brasil

Mano vai poupar Fenômeno contra o Coritiba e Goiás, pelo Campeonato Brasileiro. Jorge Henrique e outros ganham folga no fim de semana

Fonte GloboEsporte

*******************

Corinthians 0 x 0 Vasco

Com Ronaldo apagado, Corinthians segura Vasco e volta à final

Diante de um Pacaembu lotado na fria noite desta quarta-feira, o Corinthians ampliou seu histórico favorável em semifinais de Copa do Brasil e garantiu mais uma vez um lugar na decisão do torneio pelo segundo ano consecutivo. Depois do empate por 1 a 1 no Maracanã, na semana passada, a equipe mandante teve Ronaldo em noite infeliz, mas segurou o placar em branco com o Vasco e brigará pelo terceiro título de sua história contra o Internacional.

Em sua sexta participação em semifinais da competição nacional, o time do Parque São Jorge se deu bem cinco vezes, contando com o resultado conhecido nesta noite. Antes, já havia passado por Botafogo, São Paulo e Ponte Preta, além do próprio Vasco, na edição de 2005. A única vez em que amargou a eliminação nesta fase ocorreu em 1997, diante do Grêmio.

Com a igualdade sem gols na capital paulista e a vaga na final garantida pelo número de gols marcados na condição de mandante, o Corinthians busca repetir o feito conquistado em 1995 e 2002, quando se sagrou campeão da Copa do Brasil. Além de voltar a conquistar o torneio, a equipe paulista pode apagar a frustração da derrota da temporada passada, na final contra o Sport, e voltar à Libertadores da América no ano em que festeja o centenário de sua fundação.
A eliminação cruzmaltina também pode ser vista como "revanche" do último encontro entre as equipes, no mesmo Pacaembu. No final de 2007, com um gol do centroavante Alan Kardec, o Vasco venceu o Corinthians por 1 a 0, calou a torcida local e praticamente selou o rebaixamento do rival na disputa.

Já o Vasco, que vive o drama que o adversário conheceu o ano passado na disputa da segunda divisão nacional, amargou mais um insucesso em semifinais do torneio e viu ampliar a sua "maldição". Com o novo revés, a equipe carioca conheceu a sexta eliminação nas sete vezes em que participou da etapa que reúne os quatro melhores times da competição e segue sem vencer a Copa do Brasil.

Com a necessidade de marcar gols para seguir vivo na competição, o Vasco mostrou mais posse de bola durante toda a partida e tomou as ações desde o apito inicial, levando perigo principalmente nas bolas altas em cobranças de faltas e escanteios. Ao Corinthians restavam os contra-ataques, puxados por Dentinho e Elias, já que Ronaldo teve uma noite apagada.
No entanto, já na segunda etapa, a pressão vascaína foi freada com a contusão de Carlos Alberto, que voltava ao time após cumprir suspensão e era o principal organizador da equipe. Sem a presença do experiente meia, os mandantes contaram com a força das arquibancadas para crescer na partida e administrar o placar em branco até o apito final, quando iniciou a festa corintiana no Pacaembu.

De volta ao time titular após sofrer uma leve contusão na última semana, Ronaldo não foi bem e voltou a passar em branco. Mesmo após um início animador, com um drible desconcertante em Amaral e exigindo boa defesa de Fernando Prass, o atacante não manteve o ritmo e perdeu diversas bolas. Sumido em campo, o camisa nove teve chance clara aos 40min da etapa final, ao receber lançamento. No entanto, ao tentar passar pelo goleiro rival, foi parado e frustrou a torcida.

Mesmo sem convencer, Ronaldo deixou o campo festejando sua segunda final em pouco tempo no Corinthians e ressaltou que nem sempre o importante é jogar bem. "É bom passar de qualquer jeito, mas neste tipo de competição (mata-mata), é muito importante jogar com a cabeçam e com inteligência. E assim nós conseguimos. Com muito sacrifício chegamos à final", disse, em entrevista à TV Globo. "Conseguimos chegar até a final e temos que conseguir mais, fazer história com o título", completou.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 0 x 0 Vasco

Polêmicas de arbitragem- Aos 20min da etapa final, após cruzamento na área em cobrança de escanteio, Elton cai após ter a camisa puxada pelo corintiano Chicão em uma disputa de bola. O lance, bastante reclamado pelos vascaínos, foi ignorado pela arbitragem

Lances bizarros- Aos 43min da etapa inicial, Ronaldo saiu da área para bater uma falta na lateral esquerda do ataque corintiano. Na tentativa de fazer o cruzamento para a área, o camisa nove da equipe mandante bateu mal e mandou a bola próxima do escanteio do lado oposto

Pontos Fortes do Corinthians- Boa marcação dos volantes Cristian e Elias contra a armação do Vasco, que passava quase sempre nos pés do ex-meia corintiano Carlos Alberto, e boa presença de Alessandro no lado direito do campo; - Presença decisiva do goleiro Felipe, que salvou o Corinthians na única vez em que foi acionado no primeiro tempo, em cabeçada de Elton; - Velocidade nos contra-ataques, sempre contando com Elias nas saídas de bola e Dentinho no ataque

Pontos Fortes do Vasco- Iniciativa tomada desde o apito inicial, quando partiu para cima do Corinthians e teve mais posse de bola durante os 90 minutos; - Movimentação de Carlos Alberto no meio-campo, chamando a reponsabilidade a todo instante e sendo o principal organizador do time visitante após cumprir suspensão no jogo de ida; - Bolas altas na área corintiana, que se transformaram na principal jogada vascaína na partida

Pontos Fracos do Corinthians- Dificuldade da equipe ao parar as bolas altas do Vasco, principalmente após cobranças de escanteios; - Ausência de jogadas pelo lado esquerdo do campo, sentindo a falta de André Santos, convocado para a Seleção Brasileira. Em seu lugar, Mano Menezes improvisou na função o zagueiro Diego

Pontos Fracos do Vasco- Excesso de passes errados próximo à área do Corinthians, desperdiçando ataques e dando a chance dos contra-ataques ao Corinthians; - Falta de objetividade no ataque, que pouco conseguiu criar mesmo registrando mais posse de bola que o rival; - Lesão sentida pelo meia Carlos Alberto no metade do segundo tempo, período em que time visitante pressionava e tinha mais posse de bola. Em seu lugar, entrou Enrico

Personagem do jogo Alessandro, do Corinthians

Destaque negativo do jogo Ronaldo, do Corinthians

Esquema Tático do Corinthians 4-3-3-Felipe; Alessandro, William, Chicão e Diego; Cristian, Elias e Douglas (Wellington Saci); Jorge Henrique (Boquita), Ronaldo e Dentinho (Otacílio Neto); técnico: Mano Menezes

Esquema Tático do Vasco 4-4-2Fernando Prass; Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima (Fernandinho) e Carlos Alberto (Enrico); Elton e Rodrigo Pimpão (Edgar); técnico: Dorival Júnior

Cartões Amarelos
Corinthians: Chicão, Jorge Henrique e Boquita

Vasco: Vilson, Gian e Carlos Alberto

Árbitro Leonardo Gaciba da Silva (RS)

Local Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Fonte Site Terra

terça-feira, 2 de junho de 2009

Já está virando piada..........


O Corinthians mais uma vez tem seu nome envolvido em uma denúncia feita pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Porém, dessa vez, o clube não será julgado na sessão da Segunda Comissão Disciplinar nesta terça-feira, dia 2 de junho, por alguma indisciplina de seus jogadores, mas sim por causa do xingamento de um gandula a um jogador do Barueri, na partida entre os dois times pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.


O advogado do Timão, João Zanforlin, em entrevista ao site Justicadesportiva.com.br, deixou bem claro que o time paulista não se envolverá no caso, já que não houve infração do clube. - Não vou ao STJD defendê-lo, pois a imagem mostra claramente que de fato houve ofensa. O Corinthians não concorda com esse tipo de atitude. Já deixei minha defesa por escrito no tribunal, onde peço que o gandula seja mesmo punido na pena prevista no artigo em que foi denunciado. É inadmissível que se tenha tal conduta, até porque o gandula recebe um cachê para estar em campo - revelou.


Segundo relatou o árbitro da partida, aos 24 minutos do segundo tempo o gandula Eduardo Nonato Silva, que foi contratado pelo clube, foi expulso de campo por jogar a bola longe e chamar o lateral-esquerdo Márcio Ferreira, conhecido como Márcio Careca, do Barueri, de “mané”. Por causa do episódio, o gandula foi denunciado no artigo 186 (contra árbitro ou auxiliar ou contra pessoa vinculada à entidade de administração ou de prática desportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de 60 a 360 dias sem poder atuar.

A última passagem pelo Timão no STJD foi na última segunda-feira, dia 1º, quando o time foi absolvido, por unanimidade, pela denúncia de um de seus torcedores ter invadido o gramado do Maracanã, na partida de ida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Vasco.

Corinthians prepara lançamento da nova camisa Roxa


A diretoria corinthiana se prepara para repetir o sucesso obtido em 2008 com o terceiro uniforme na cor roxa.
O uniforme, antes muito criticado pela torcida se transformou em um significativo recorde de vendas e segundo o Depto. de Marketing do clube, o Corinthians dará continuidade ao projeto.
Segundo Rosemberg, diretor de Mkt do Corinthians, o clube aguarda apenas a Nike encaixar os patrocinios no novo modelo. Estima-se que até inicio de Setembro elas já estarão disponíveis para venda.
Assim como acontece com o uniforme nº 1 e nº 2, o terceiro uniforme, para venda trará apenas o patrocinio principal estampado.